Atualizado: 2 de settembre, de 2010

Mudando a cor dos cabelos

Segundo recente pesquisa da indústria de cosméticos, as brasileiras são as que mais gastam com beleza em todo o mundo. Metade delas, por exemplo, mudam a cor dos cabelos. E quem é mulher sabe que um realce no visual levanta a auto-estima.
Descolorações e tinturas, aliadas a muitos outros processos químicos, entretanto, danificam os cabelos. Por isso, são necessários cuidados, como usar champoos e condicionadores específicos para cabelos tingidos, para fechar a cutícula dos fios, que é aberta pelas tinturas e pelos descolorantes, prolongando a cor.
A hidratação é fundamental, pelo menos uma vez por mês – uma vez por semana se os cabelos forem loiros, porque quanto mais claro o tom, mais forte é a tintura. Além disso, o processo para criar mechas e reflexos resseca mais do que as tinturas. Portanto, se os cabelos estiverem excessivamente ressecados, o jeito é fazer a chamada “cauterização”, para repor a queratina perdida.
Quem opta por usar xampus tonalizantes, em vez das tinturas, precisa saber que a química não sai completamente dos cabelos após algumas lavagens, o que interfere nas futuras colorações.
Já quem adere à onda dos cabelos vermelhos precisa saber que eles desbotam muito rápido, exigindo retoques mais freqüentes. É bom lembrar ainda que sol, mar e piscina “queimam” a cor dos cabelos, e que é melhor procurar ajuda profissional antes de se aventurar a usar química por conta própria, para não chorar depois, se o resultado for desastroso.

Deixe um comentário

Faz login através destas redes sociais:

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *

#1 Comentário

  • Debora Pina - Força Jovem Rio de Mouro

    aprile 25, 2016 ás 23:50h

    Se eu tivesse visto este artigo a algum tempo antes, já saberia os cuidados a ter quando e até mesmo antes de decidir a pintar…